terça-feira, 20 de julho de 2010

Colhereiro (Platalea leucorodia)




Canon 7 D
F.8
1/2000
ISO 320
500 mm
Medição: Média Central balanceada
Sigma 150-500 mm
Hidrohide


Esta segunda-feira, saí com o Hidrohide para a Albufeira de Caia para tentar fotografar novamente o Goraz. Ao aproximar-me daquilo que pensava ser um bando de Garças-brancas, reparei que mais não era do que um bando de 15 Colhereiros. Encantado, partilhei duas horas da minha saída no meio daquela "população". Registei comportamentos extraordinários desta simpática espécie e por largos momentos parei de fotografar, limitando-me a observar os seus pormenores. Aceitaram-me como se de um Salgueiral se tratasse e saí do local sem que desconfiassem da minha presença.
Avistei o Goraz ao longe, mas o dia ficou marcado pela experiência com os Colhereiros.

Ave bastante vulnerável e em declínio populacional, tornado-se pouco comum a sua observação. Na Europa Ocidental, concentra-se em dois grandes núcleos (Países Baixos e Sul de Espanha), apenas nidificando no nosso país em alguns locais bastante específicos.

A perda e deterioração dos baixios em zonas húmidas, são um dos principais factores que ameaçam esta bela espécie. Vistas de longe, facilmente se podem confundir com Garças-brancas, mas vistas de perto, o seu enorme bico em forma de colher (que lhes dá o nome) torna-as inconfundíveis.

4 comentários:

Ze Artur disse...

olá,

há dias também avistei 4 ou 5 na Barragem de Montargil. Ao principio pareceram-me garças só depois é que vi que eram colhereiros.
Infelizmente a distancia não me permitiu tirar fotos de jeito.
Voltei ao sitio mais 2 vezes, mas nunca mais os vi...

cumps,

ja

João Cosme disse...

Excelente.Abraço

João disse...

Excelente, mesmo!

Rubén Rodríguez Olivares disse...

Esta foto es increíble, el punto de vista tan bajo y cercano al ave es espectacular, esta especie la cual yo admiro y sigo desde hace mucho años es bonita en todos sitios.
LE has sacado todo el jugo al ave y a la fot.
Enhorabuena.
Un saludo.